O SOM DO PODER – A VOZ DE QUEM ESTÁ NO COMANDO

O som do status: nós reconhecemos pessoas “poderosas” por seu tom de voz

Pesquisa inspirada em Margaret Thatcher sugere que vozes de quem tem poder ficam mais monotônicas e marcantes

De acordo com uma nova pesquisapublicada pelo períodico Psychological Science, estar em uma posição de poder altera fundamentalmente o tom de voz e as propriedades acústicas básicas das pessoas. O estudo também afirma que os ouvintes percebem e assimilam esse tipo de mudança no tom daqueles que “estão no comando”.

obama11.jpg

“Nossas descobertas sugerem que a alteração no tom de voz pode determinar resultados de relações como pais e filhos, vendedores e consumidores ou negociações entre chefes de estados”, conta o psicólogo líder do estudo Sei Jin Ko, da San Diego State University.

FONTE: http://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2014/12/o-som-do-status-nos-reconhecemos-pessoas-poderosas-por-seu-tom-de-voz.html

Segundo os autores, estudar as propriedades do discurso era uma vontade antiga, mas curiosamente quem deu o empurrão final para a pesquisa foi a ex-primeira-ministra britânica Margaret Thatcher, conhecida (não à toa) pelo apelido "Dama de Ferro". Responsável por impulsionar os cientistas a pesquisarem sobre a relação entre a acústica e o poder, Jin Ko afirma: “Nós sabíamos que Margaret Thatcher havia passado por treinamentos vocais para se tornar uma pessoa mais autoritária, poderosa. Então decidimos explorar como algo tão fundamental como o poder é capaz de alterar a voz das pessoas – e se os ouvintes realmente assimilam esse tipo de alteração”.

Margaret-Thatcher.jpg

Para isso, os autores realizaram dois testes. No primeiro, convidaram 161 estudantes para que lessem algumas passagens (umas como se interpretassem líderes com informações valiosas e outras como se fossem chefes inseguros). Depois de comparar as gravações, a equipe percebeu que as vozes daqueles que eram “poderosos” se mostraram mais monotônicas e marcantes. “Impressionantemente, o poder afetou a voz dos nossos participantes da mesma forma que os treinamentos de Thatcher”, afirma o autor.

Em um segundo experimento, os cientistas mostraram as gravações dos testes primários para outro grupo de controle. Depois de ouvirem, os participantes listaram aqueles que aparentavam serem líderes e os que não. Os resultados mostraram que as respostas estavam quase completamente corretas. “Nossas descobertas sugerem que os ouvintes conseguem perceber essas variações facilmente. Eles sabem quem ‘está no comando’”, finaliza o autor.

logo Ramon Barros
Apresentador – Repórter – Record News ES
Jornalista 01751 – ES
WhatsApp +55 28 9 99098981
Móbile +55 28 9 98828981 |
Fã Page CLIQUE http://goo.gl/iMDJm1

ramonbarros | www.ramonbarros.com

facebook.png youtube.png instagram.png googleplus.png twitter.png wordpress.png

pixel.png?yes__count=1&e=promo_45 Get a signature like this: Click here!

pixel.png?dont_count=true

Sent with Cloudy for Gmail

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s