LIVRO PARA APRENDER ORATÓRIA

NO SEU CELULAR – Leve O Mentalista com você Aplicativo grátis ANDROID http://ramonbarros.mobapp.at 

Você é daqueles que morre de medo de falar em público? Embora a maioria das pessoas acredite que este é um talento, falar em público, na verdade, é uma arte, e pode ser desenvolvida com muita preparação e treinamento. É o que defende Stephen E. Lucas, autor do livro A Arte de Falar em Público, grande sucesso dos EUA que chegou em uma versão novinha em português aqui no Brasil pelaBookman Editora!

cartaz RB

Ficou curioso? Nós já devoramos o livro aqui no Grupo A e resolvemos selecionar as 5 práticas essenciais para quem quer se tornar um orador confiante – ou até perder aquele medo absurdo que aparece quando precisamos apresentar algum trabalho, palestra ou fazer um discurso para os amigos. 😉

#1 Escutar

“Não escutar não significa não ouvir”. Ao escutar, estamos prestando atenção e compreendendoaquilo que ouvimos fisiologicamente. Portanto, escutar é diferente de apenas ouvir.

Você sabia que, mesmo quando acreditamos que estamos atentos, só captamos 50% do que ouvimos? E que após 24h, só conseguimos lembrar de 10% da mensagem inicial?
Fonte: andreuccia

Segundo o autor, as pessoas passam mais tempo escutando do que realizando qualquer outra prática comunicativa como ler, escrever e falar. Por isso, é importante que você escute de verdade outras pessoas, como palestrantes e professores, pois assim ficará cada vez mais hábil em reterinformações. A prática é superimportante nas universidades, por exemplo: os alunos com maiores notas, em geral, são aqueles que escutam mais. Aí vão algumas dicas muito bacanas, e simples, para você guardar o que ouviu:

• Pratique a escuta ativa, ou seja, preste total atenção ao orador e tente compreender seu ponto de vista;
• Resista às distrações;
• Não julgue: afaste-se dos preconceitos que você naturalmente teria sobre a pessoa que está ouvindo;
Tome notas de forma correta, de preferência com palavras-chave.

APP ANDROID

E, por fim, lembre-se: os melhores oradores são os melhores ouvintes!

#2 Escolha o tema e tenha objetivos

Você já deve saber que falamos muito melhor sobre temas com os quais temos maior afinidade. Por isso, quando você estiver procurando um tema, pense em conhecimentos especiais que você tenha, ou naquele hobby, viagem ou experiência que possam resultar em uma apresentação interessante!

Mas e se você quiser falar sobre um tema que não domina tanto? Não tenha medo. Quando pesquisamos afundo um assunto novo, temos um motivo forte: gostamos dele a ponto de estudá-lo. Em geral, explorar uma temática que o fascina pode tornar sua palestra igualmente fascinante! Outra dica bacana é pensar em assuntos sobre os quais você tenha opiniões e convicções firmes ou com o qual esteja intimamente envolvido.

Não esqueça: de nada adiantar definir um tema sem escolher qual será o seu objetivo ao falar dele. Você quer informar ou persuadir o público? Para informar, você deve agir como um professor ou palestrante. Caso contrário, seja um defensor ou partidário de sua causa. 😉
Fonte: Pinterest

#3 Analise seu público

Os melhores oradores sabem: quando falamos para um público, não queremos intimidar nem incitá-lo a liberar suas energias, mas obter uma reação desejada. Por isso, tenha em mente três perguntas: A quem estou me dirigindo? O que gostaria que eles soubessem, acreditassem ou fizessem em consequência disso? De que forma devo elaborar e apresentar minha palestra para cumprir esse objetivo?

Pense que a maioria das pessoas encara palestras e discursos de forma egocêntrica, tendo uma pergunta básica em mente: “Por que isso é importante para mim?”. Por isso, analisar o seu público e adaptar o conteúdo aos seus interesses e crenças é fundamental. Mas, atenção: não significa abrir mão de suas próprias crenças e sim dialogar com os objetivos, valores e atitudes de um público que possui carga intelectual e cultural própria.

Analisar traços demográficos é importante: idade, sexo, religião, orientação sexual, filiação grupal e origem racial, étnica e cultural são mais gerais. Tamanho do público, atitudes e reações dependem da ocasião.
Fonte: National Library NZ

 

%3D%3FISO-8859-1%3FQ%3Fcabe%3DE7alho%3D5Forat%3DF3ria%3D2Ejpg%3F%3D-794838

#4 Tenha conteúdo

Não precisamos nem dizer que é preciso saber do que você está falando, não é? Por isso, alguns recursos bem básicos podem ajudá-lo e fazer toda a diferença no momento de passar credibilidade ao público. Interpretar o que você coletou também pode tornar sua fala mais original e criativa.

Seus próprios conhecimentos e experiências, pesquisas em bibliotecas e entrevistas são alguns exemplos. Atualmente, no entanto, nós sabemos que a internet é uma das maiores fontes de informação para a qual as pessoas recorrem. No livro, Stephen Lucas fala do caso especial da Wikipédia, nossa salva-vidas!

“Mas a Wikipédia é uma fonte de informação confiável? Há alguns anos, não. Hoje, porém, suas classificações de confiabilidade são tão altas quanto as das enciclopédias impressas.” Antes que você conteste, a gente explica: é importante utilizar a internet e as fontes de informação colaborativas como uminício, não um fim. “Ela pode ser um bom lugar para começar a conhecer um tema, mas não para concluir a pesquisa.” Estamos combinados?

#5 Faça um esboço de sua apresentação

O esboço é uma forma muito bacana de não se perder durante a palestra: é graças a ele que você percebe se as suas ideias fazem sentido e estão coerentes. Para a apresentação, uma boa dica é escrever palavras-chave ou frases que possam ajudá-lo a lembrar do que irá falar (principalmente se você precisa informar estatísticas e citações para o público). Dá até para escrever alguns recadinhos para você mesmo e orientar o seu “eu” palestrante a respeito de entonação e formas de elocução.

Esta não é a última dica do livro! Ele traz várias outras recomendações bem detalhadas e elaboradas que passam longe do que seria um manual superficial sobre falar em público. Vale a pena conferir! 🙂

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s