Ramon Barros enviou um convite para você

ibis?uid=0&iid=f5e36865d0ee43c0832ad01da3a7f08e&nid=9+20&t=1
Top corners image
41382_100000267540438_3698_q_reasonably_small.jpg
Ramon Barros convidou você para participar do Twitter! loadimage
Aceitar convite
envelope-with-logo.png
You can stop getting these emails with people you may know (PYMK) suggestions at anytime. Learn more about PYMK suggestions or find other answers at Twitter’s Help Center.

Twitter, Inc. 1355 Market St., Suite 900 San Francisco, CA 94103

SICOOB CREDIROCHAS 2014–Mestre de Cerimônias na Noite da Cooperativa de Crédito

O Evento reuniu autoridades e lideranças empresariais capixabas. Assembleia 2014 – Sicoob Credirochas foi uma Festa maravilhosa, com a presença de 1.100 associados.

 

VEJA MAIS FOTOS NESTE LINKhttps://www.facebook.com/media/set/?set=a.594528967310415.1073741845.337967266299921&type=3

 

 

VEJA MAIS FOTOS NESTE LINKhttps://www.facebook.com/media/set/?set=a.594528967310415.1073741845.337967266299921&type=3

 

Parabéns aosd Presidentes, aos diretores e colaboradores do Credirochas pelo profissionalismo, dedicação e comprometimento.

VEJA O VÍDEO

 

 

VEJA MAIS FOTOS NESTE LINKhttps://www.facebook.com/media/set/?set=a.594528967310415.1073741845.337967266299921&type=3

COMO DETECTAR A MENTIRA OU A VERDADE NAS PESSOAS – MICRO EXPRESSÕES FACIAIS MOSTRAM TUDO

Os seres humanos são diferentes uns dos outros, mas idênticos no modo como expressam suas emoções. É o que afirma o americano Paul Ekman, 71 anos, professor de psicologia da Universidade da Califórnia e uma das maiores autoridades do mundo em leitura de expressões faciais. Seus 40 anos de estudos indicam que é possível saber quando alguém está feliz, triste ou angustiado – ou quando está fingindo tudo isso. Veja nesta entrevista a EMOÇÕES E INTELIGÊNCIA:

O sr. estudou comunidades de diversas regiões do mundo e observou que algumas emoções são inerentes a todos os seres humanos. Quais?

Qualquer pessoa, em qualquer lugar do planeta, é capaz de reconhecer no rosto de outra pessoa as emoções elementares: medo, surpresa, raiva, nojo, tristeza, angústia e alegria. O rosto é o principal lugar onde as nossas emoções se expressam. Como somos todos, afinal, criaturas profundamente visuais, as expressões faciais se tornam uma linguagem universal.

Como chegou a essa conclusão?

Estive em países tão distintos quanto Argentina e Japão, aonde levei fotos de expressões faciais para estudar o modo como as pessoas reconhecem tais expressões. Todas responderam da mesma forma. Depois fui a um lugar onde não há a influência dos meios de comunicação. Mostrei as mesmas fotos a uma tribo de Papua-Nova Guiné. Ali eles não conhecem nem televisão, mas reconheceram as expressões da mesma forma como alguém que vive numa metrópole.

_______________________________________________________________________

 

herbalife

_______________________________________________________________________

Por que é importante saber identificar as emoções? Como isso pode nos ajudar na vida prática?

Ao identificar as expressões de emoção, pode-se, por exemplo, perceber quando uma pessoa está mentindo. No célebre episódio envolvendo o presidente Bill Clinton com sua estagiária, era muito nítido que ele não estava dizendo a verdade. Ele não somente tinha expressões de mentira em seu rosto como também usou a expressão “aquela mulher” para se referir a Monica Lewinsky. Uma das coisas que as pessoas fazem quando mentem é usar uma linguagem de distanciamento. Todos sabíamos que Clinton conhecia Monica. Ainda assim, ele se referia a ela como “aquela mulher”.

Quando alguém tenta esconder suas emoções (por exemplo, sorrindo quando está triste), existe algum modo de “ler” o rosto e conhecer o sentimento real da pessoa?

 

Sim. Quando um músculo localizado na área da sobrancelha se levanta levemente, ele revela que a pessoa está triste. Se você perceber esse detalhe, saberá que a pessoa está triste antes mesmo de ela saber. Outro exemplo: para dar um sorriso falso, a pessoa movimenta somente os músculos que vão do queixo até o canto do lábio. Para dar um sorriso verdadeiro, gerado por uma emoção genuína, a pessoa movimenta esses mesmos músculos e também outros ao redor do olho, que são praticamente impossíveis de comandar.

O sorriso de Mona Lisa já foi analisado por computador. Ele expressaria 83% de felicidade, 9% de desgosto, 6% de medo e 2% de irritação. Qual a sua opinião a respeito desse retrato?

Mona Lisa é um caso interessante porque envolve principalmente os lábios. No que se refere à expressão facial, a cabeça de Mona Lisa está voltada para um lado e o seu olhar se dirige ligeiramente para o outro lado. Isto é uma das coisas que acontecem durante um flerte: há um sorriso discreto, você olha para um lado para ver alguém e depois volta a olhar para o mesmo lugar. Eu diria, portanto, que Mona Lisa tem um olhar de paquera.

ASTROLOGIA DE JESUS DE NAZARÉ – COMO LEONARDO DA VINCI PROJETOU A ÚLTIMA CEIA

Observem o agrupamento proposital de 3 em 3 (Cardinal – Fixo – Mutável), abarcando os 4 elementos (Fogo – Terra – Ar – Água) e totalizando os 12 signos astrológicos.

O mistério desta obra importante de Leonardo da Vinci é desvendada por Luciene Felix Lamy de forma excepcional!

Quem poderia imaginar que Leonardo da Vinci tinha tanta intimidade com a astrologia ao ponto de conceber uma de suas obras mais importantes baseadas nos 12 signos.  Luciene Felix Lamy, querida amiga do Salotto e grande expert no assunto, nos explica de forma fascinante este fato!!

Astrologia: tamanho é documento?

Mil Way

Quando eu era criança, ainda no antigo primário, ouvi dizer que o tamanho da Terra em relação ao Sol era como o de um grão de areia num campo de futebol. Na minha mente de menina, essa dimensão suscitou poéticas elucubrações.

Comparação entre planetas e outras estrelas que compõem as constelações de nosso sistema solar:

Venere é Vênus (Afrodite), Giove é Júpiter (Zeus) e o Saturno (Chronos) acima está sem seus anéis (Protesto!). Algumas noções básicas são necessárias para nos familiarizarmos com certos termos, por isso, inseri os vídeos. Escolhi os mais curtinhos.

Venere é Vênus (Afrodite), Giove é Júpiter (Zeus) e o Saturno (Chronos) acima está sem seus anéis (Protesto!). Algumas noções básicas são necessárias para nos familiarizarmos com certos termos, por isso, inseri os vídeos. Escolhi os mais curtinhos.

No post inaugural, contemplamos a “Via Láctea” por Rubens e Tintoretto e soubemos quais são nossos dons segundo Martin Schulman, neste assentaremos três dados astronômicos:

1 que as constelações são compostas pelo agrupamento de estrelas fixas que receberam nomes de heróis e de animais (Perseu, Andrômeda, Cástor, Pólux, Órion, Touro, Escorpião, Sagitário, etc.). Já vimos também, no vídeo acima, que algumas estrelas que compõem uma constelação chegam a ser absurdamente maiores, bem maiores que o próprio Sol.

Constelações nos dois hemisférios

A “Crux” a que o locutor se refere é o nosso “Cruzeiro do Sul”.

Ossinho

2 que algumas das constelações simbolizam os doze signos astrológicos e circundam o cinturão zodiacal, por onde o Sol transita (caminha) durante todo o ano;

O zodíaco, a elíptica e as estações do ano

3 por último, que antigamente eram denominados de “errantes” (porque pareciam “errar” o caminho por entre as estrelas fixas), temos os planetas (Mercúrio – Marte – Vênus – Júpiter – Saturno – Urano – Netuno – Plutão) e os luminares (Sol e Lua), que foram “batizados” com nomes de antigos deuses greco-romanos.

Reparem que vivemos entre Vênus e Marte: o desejo (pathós) e a potência (em grego, dýnamis) de conquistar o que se deseja.

Reparem que vivemos entre Vênus e Marte: o desejo (pathós) e a potência (em grego, dýnamis) de conquistar o que se deseja.

Depois desse breve passeio pelo espaço, regressemos a Terra, vamos à Itália, conferir essa sua “pegada” pagã em Milão, na companhia de um renascentista que entendia muito, mas muito mesmo, de Astrologia:

Os Doze Apóstolos e os Doze Signos Astrológicos – Cenáculo de Leonardo Da Vinci

Astrologia na Ultima Ceia de Leonardo da Vinci

Observem o agrupamento proposital de 3 em 3 (Cardinal – Fixo – Mutável), abarcando os 4 elementos (Fogo – Terra – Ar – Água) e totalizando os 12 signos astrológicos.

Ultima_Ceia

Na antiguidade, a química e a alquimia eram uma só ciência, assim como a astrologia e astronomia. Por volta do século XIII d.C., o Papa Inocêncio III decretou uma bula, cindindo a ciência entre sagrada e profana. Desde então, astrólogos e alquimistas passaram a ser perseguidos.

Leonardo Da Vinci, um iniciado, decidiu imortalizar através da pintura toda a simbologia astrológica e numerológica contida nos ensinamentos do cristianismo esotérico, deixando este registro no quadro “A Última Ceia”.

“A Última Ceia” é, talvez, a pintura mais reproduzida do mundo.  Da Vinci trabalhou de 1495 a 1498, pintando-a na parede do Refeitório do Convento de Santa Maria delle Grazie, em Milão.

Nela, os 12 apóstolos estão caracterizados pelos signos astrológicos, de acordo com os estudos da astróloga Emma de Mascheville, no livro “Luz e Sombra”.

Segundo o autor Santiago Americano Freire em “Leonardo Da Vinci” o pintor teria se inspirado no Evangelho de João, capítulo XIII. Na pintura os doze apóstolos representam os doze signos do zodíaco, de Áries a Peixes.

Leonardo esquematizou a disposição dos apóstolos de acordo com a posição astronômica, da direita para a esquerda de quem olha para o quadro. Os apóstolos estão colocados em quatro grupos de três, simbolizando as quatro estações do ano da esquerda para a direita.

Jesus está ao bem centro, sua cabeça debaixo de um arco, um semicírculo, observando-se ao fundo três janelas abertas por onde entram luz (a iluminação). À direita e à esquerda da sala estão duas janelas fechadas de cada lado, simbolizando a escuridão (as trevas).

Jesus, ao centro entre João e André, tem as duas mãos estendidas uma para cada lado (a imparcialidade). Sugere-se que com a mão esquerda Cristo se doa e com a direita recolhe. Observa-se ainda a cabeça de Cristo pendendo para o lado esquerdo, o lado do coração.

O primeiro apóstolo à direita, na cabeceira da mesa, é Simão, o cananeu, com os dois punhos à frente, e que corresponde ao signo de Áries, Signo de fogo e de ação, Simão indica com as mãos a direção a tomar. Áries rege a cabeça na anatomia astrológica, e a testa de Simão é bem realçada na pintura. Sua prontidão ariana também é mostrada pelas mãos desembaraçadas, para agirem conforme a vontade e coragem cardeal [cardinal] de Áries.

Ao seu lado, está Judas Tadeu, o taurino. Seu semblante é sereno; enquanto escuta Simão (Áries/cérebro) vai digerindo lentamente suas impressões, acolhendo-as com uma das mãos, revelando a possessividade de Touro (que é terra/receptivo). No corpo humano, Touro rege o pescoço e a garganta, e o de Judas Tadeu está bem destacado.

Mateus vem em seguida, correspondendo a Gêmeos, signo duplo que necessita de interação com as pessoas e de colher informações. Mateus tem as mãos dispostas para um lado e o rosto para o outro, revelando a dinâmica geminiana de querer falar e ouvir a todos ao mesmo tempo. Mateus era repórter e historiador da vida de Jesus, e Gêmeos rege a casa III, setor de comunicação e do conhecimento.

________________________________________________________________________

QUER EMAGRECER COM SAÚDE E TER MAIS DISPOSIÇÃO PARA TUDO?

FALE COMIGO

herbalife

________________________________________________________________________

Logo após, está Filipe, o canceriano. Suas mãos em direção ao peito mostram a tendência canceriana para acolher, proteger e cuidar das coisas. Regido pela Lua, Câncer trabalha com o sentir. Filipe está inclinado, como se estivesse se oferecendo para alguma tarefa.

Ao seu lado está Tiago Menor, o leonino, de braços abertos, revelando nesse gesto largo o poder de irradiar amor (Leão rege o coração e o chacra cardíaco), ele se impõe nesse gesto confiante, centralizando atenções. A Casa V diz respeito aos jogos (inclusive amorosos!), a criatividade e a prole.

Atrás dele, quase que escondido, está Tomé, o virginiano, que, apesar de modesto, não deixa de expressar o lado crítico e inquisitivo de Virgem – com o dedo em riste ele contesta diante de Cristo; foi Tomé quem quis o ver para crer. Rege a Casa VI, saúde e a rotina do dia a dia.

Libra é simbolizado por João, de semblante sereno; o discípulo amado sentado mais próximo de Jesus. Com as mãos entrelaçadas, ele pondera e considera todas as opiniões antes de tomar posições – Libra rege a casa VII [do casamento, uniões, parcerias e associações], é o setor do outro e isso requer imparcialidade e diplomacia.

Ao seu lado, está Judas Iscariotes, representando Escorpião. Com uma das mãos ele segura a sacola com os “dinare”, o olhar profundo, angustiado, triste, amargurado. Era o organizador das finanças da comunidade dos apóstolos (Escorpião rege a casa VIII, que trata dos bens e valores dos outros) e com a outra mão ele bate na mesa, protestando.

Sagitário é representado por Pedro, o Pescador de Almas. Foi ele quem fez o dogma e instituiu a lei da Igreja – Sagitário rege a casa IX, setor das leis, religiões e filosofia. Seu dedo aponta para Jesus – a meta de Sagitário é espiritual – e na outra mão ele segura uma faca, representando o lado instintivo nos homens. Ele se eleva entre outros dois apóstolos, trazendo esclarecimentos (luz) à discussão.

Ao seu lado está André, que representa Capricórnio. Conhecedor das responsabilidades, com seu gesto restritivo impõe limites. Seu rosto magro e ossos salientes revelam o biotipo capricorniano. Seus cabelos e barbas brancas e seu semblante sério mostram a relação de Capricórnio com o tempo e a sabedoria. Rege a Casa X, do status e da carreira profissional.

Os temores de André são apaziguados por Tiago Maior, aquariano, que debruça uma de suas mãos sobre seus ombros, num gesto amigável, enquanto a outra se estende aos demais. Ele visualiza o conjunto, percebendo ali o trabalho em grupo liderado pelo Mestre. Aquário rege a casa XI, que é o setor dos grupos, amigos e esperanças.

O último da mesa é Bartolomeu, que representa Peixes. Seus pés estão em destaque (que são regidos por Peixes na anatomia astrológica). Ele parece absorvido pelo que acontece à mesa e, com as mãos apoiadas, quase debruçado, revela devoção envolvido pelo clima desse último encontro entre os apóstolos e Jesus Cristo, já que numa determinada hora as coisas ficaram um pouco confusas, pois Jesus revelou que “a mão do que me trai está comigo à mesa”. Rege a Casa XII, das finalizações. Fonte: internet, mas acresci alguns dados.

Agora, “A Última Ceia” nos “fala” mais de perto.

"Segundo a Wiki, São João Batista é o último quadro sobrevivente de Leonardo da Vinci e é talvez o mais controvertido. Houve muita polêmica sobre o significado da mão do santo apontando para cima, e o seu sorriso enigmático provocou tantas discussões quanto o da Mona Lisa.".  Em meu entendimento, Leonardo está "enigmaticamente" rogando que atentemos aos céus.

“Segundo a Wiki, São João Batista é o último quadro sobrevivente de Leonardo da Vinci e é talvez o mais controvertido. Houve muita polêmica sobre o significado da mão do santo apontando para cima, e o seu sorriso enigmático provocou tantas discussões quanto o da Mona Lisa.”. Em meu entendimento, Leonardo está “enigmaticamente” rogando que atentemos aos céus.

FONTE http://www.consueloblog.com/

O Poder da Mente – COMO VOCÊ PODE MUDAR SEU “EU” INTERIOR SEM TRAUMAS OU DOR

Como mudar seu “Eu” – sem dor

Faça e seja diferente, com harmonia

“Se você pode ser uma pessoa melhor, para que ser você mesmo?

Richard Bandler

Talvez você ache estranha essa história de mudar de “Eu”. Afinal, como posso mudar o que eu sou? A base da idéia é distinguir que existem pelo menos duas possibilidades para “ser”. Existe o que sou de verdade e existe o que acredito que sou. Não posso mudar o que sou, mas posso mudar o que acredito que sou.

O que alguém acredita que é define comportamentos possíveis. Por exemplo, se realmente acredito que sou tímido, e se passa pela minha mente um comportamento mais extrovertido, pode ser que seja inibido devido àquela crença. Acreditar que sou capaz de lidar com qualquer situação certamente vai me fazer buscar alternativas, ao invés de desistir. Ou seja, se eu acreditar direitinho, meu cérebro não distingue entre a crença e a verdade.

Um aspecto relacionado às crenças sobre minha identidade é que pode haver distorções. Pode ocorrer que eu acredite em limitações sobre minha capacidade de escrever, e nem tento. Mas o que você acredita que acontecerá se eu começar com uma versão preliminar, depois pesquisar na internet, aplicar a técnica do estímulo aleatório para provocar idéias, dedicar 5 minutos por dia a aperfeiçoar o texto,  e ainda pedir a dois amigos para criticar e fazer sugestões? Resumindo, o que alguém acredita que é pode ser ou não útil.

herbalife

Outro aspecto da identidade é: como alguém determina e sabe que é alguma coisa? Como é que alguém “sabe” que é “brigão”, por exemplo? Certamente deve ser porque têm padrões de comportamento ligados a brigas. Como um tímido  sustentará sua crença se não lembrar-se de situações em que agiu com timidez? Portanto, toda crença tem que ter experiências que a comprovam para a pessoa. Esta é a pista para mudar o que somos: se determino o que sou pelos meus comportamentos anteriores, se eu mudar meus comportamentos, logo serei diferente. 

É curioso o círculo que se forma: meus comportamentos passados determinam o que acredito que sou, e o que acredito que sou influencia meus comportamentos. É semelhante aos hábitos: “primeiro você faz o hábito, depois o hábito te faz” . 

Como mudar então? A solução é intervir inteligentemente nos seus modelos mentais, usando a imaginação para semear novas possibilidades de comportamentos. Um dos nomes para isto é ensaio mental. Você simplesmente dedica algum tempo a ficar imaginando possibilidades de ação, criando experiências internas que depois servirão de referência (ouvi dizer que o Pelé ensaiava jogadas e pilotos de Israel se treinavam usando esta estratégia) . Por exemplo, um tímido pode imaginar-se fazendo algo bem extrovertido, como falar em público. Pode ser que ele se imagine bloqueado, mas como é apenas imaginação, ele pode imaginar-se falando pelos cotovelos, descontraidamente, que não há perigo. Você pode afirmar que, dependendo do que ele falar, vai passar por toda a vergonha que supõe que pode sentir. Concordo. O que ele pode fazer então é imaginar-se também previamente preparando o que vai dizer.

Um ponto importante nesse processo é respeitar as objeções internas. No mais das vezes elas estão enviando mensagens. Medo e insegurança podem indicar necessidade de melhor  preparação. Culpa pode indicar violação de valores.

Estruturando, siga os seguintes passos para mudar o que você acredita que é:

1) Determine um objetivo, como “agir descontraidamente entre amigos”. Descreva esse objetivo como algo que possa ser feito, e não algo que você não queira.

2) Descubra comportamentos que definem para você que aquele objetivo foi atingido. Se estiver sem idéias, busque alguma fonte: como uma certa pessoa ou algum personagem de filme ou livro agiria naquela situação? Ou pergunte-se: se eu já tivessse atingido meu objetivo, como agiria? Ou ainda, aplique alguma técnica de criatividade, como a técnica do estímulo aleatório ou pensar em coisas impossíveis.

3) Verifique se os comportamentos são aceitáveis para seus valores e seu sistema em geral, e se serão legais ou úteis (ecológicos) para você e outras pessoas.

Se a resposta for negativa, volte ao passo 2 e modifique ou acrescente comportamentos, até que a mudança se torne ecológica.

4) Faça o ensaio mental dos comportamentos. Simplesmente dedique algum tempo a imaginar possibilidades para os acontecimentos e praticar respostas possíveis. Imagine algo inesperado e procure alternativas de ação.

Tenha em mente que você não vai “adivinhar” o futuro, este nunca é totalmente previsível e o detalhamento final das decisões sempre é feito momento-a-momento. O que você vai estar fazendo é gerando inspirações, que no momento apropriado vão surgir espontaneamente em sua mente. Assim você também vai preservar sua espontaneidade, já que são inspirações e não programações. Uma vez, fiquei incomodado por comer demais e sentir a barriga estufada. Resolvi aplicar essa estratégia: imaginei que, das próximas vezes em que fosse comer, me lembraria dessas sensações incômodas. Fiz isso apenas algumas vezes, e no almoço seguinte, lá estavam as lembranças. Eu continuava escolhendo, mas as lembranças me alertavam da possibilidade, e isso melhorou minha forma de me alimentar.

Pelo menos três comportamentos serão necessários para que um padrão interno seja instalado. E se você fizer essa prática para contextos variados (casa, trabalho, lazer, relacionamento), a probabilidade de sucesso será maior.

Esta é uma forma simplificada de você fazer intervenções em si mesmo; existem várias outras opções para isto. Você tem em mãos uma das mais potentes ferramentas do universo: a sua imaginação. E talvez a distância entre você e um eu melhor seja apenas duas ou três repetições.

Virgílio Vasconcelos Vilela

APRENDA COMO IDENTIFICAR UM PSICOPATA

Em geral, a emoção é a principal forma de percepção do mundo. O que sentimos traduz nossas decisões e intenções, as conexões com pessoas e lugares e a forma como percebemos as informações que nos chegam. Na verdade, é quase impossível imaginar a vida sem sentimentos – até encontrar um psicopata.
A maioria das pessoas certamente já encontrou um. Segundo estimativas, em torno de 0,5% a 1% da população apresenta esse quadro. Excluindo crianças, mulheres (por razões ainda desconhecidas, elas são menos afetadas) e aqueles já trancafiados em presídios, acredita-se que existam aproximadamente 250 mil psicopatas vivendo livremente nos Estados Unidos atualmente, por exemplo.

Como reconhecê-los? O teste conhecido como Registro Revisado de Psicopatias de Hare consiste em 20 critérios, cada um deles avaliado numa escala de 0 a 2. Medem comportamentos e caracteres como mitomania (mentira patológica), predisposição ao tédio e promiscuidade sexual (abaixo), avaliados durante a entrevista. Também são levados em consultas e relatórios prisionais e policiais, além de outros registros oficiais. O escore máximo é 40, mas qualquer resultado igual a ou maior que 30 é considerado psicopatia.

cartão

Qualquer pessoa marca alguma pontuação no contínuo da psicopatia. Aqueles considerados “normais”, em média, atingem 4 pontos, mas há muitos na faixa dos 10 e 20 pontos. Para muitos a pontuação é insuficiente para receber um diagnóstico oficial, mas ainda é possível detectar tendências psicopáticas significativas e frequentemente perceptíveis – o chefe que persegue os funcionários, o aproveitador, o irresponsável que está sempre explorando a generosidade de pessoas próximas.

Comportamento sociopata
Caracteres emocionais/interpessoais

Propensão ao tédio
Volubilidade e fascínio superficial

Estilo de vida parasitário
Grande senso de autopromoção 

Promiscuidade sexual
Mitomania

Falta de metas realistas e de longo prazo
Esperteza e manipulação

Impulsividade
Ausência de remorso ou culpa

Irresponsabilidade
Baixo nível de afeição

Problemas comportamentais precoces
Insensibilidade e falta de empatia

Delinquência juvenil
Deficiência em aceitar a responsabilidade dos próprios atos

Violação de liberdade condicional ou provisória 

FONTE http://www2.uol.com.br/vivermente/

MENTALISMO – COMO AUMENTAR O PODER DA MENTE ATRAVÉS DA LEITURA

LER BONS LIVROS: MELHOR FORMA PARA MANTER A MENTE ATIVA

:

Se você for um leitor voraz, sua mente não será a única beneficiária. Os efeitos positivos do hábito da leitura provavelmente recairão também sobre os seus amigos e seus familiares. Ler, particularmente livros de narrativa, pode melhorar nossa capacidade empática, como demonstra recente estudo norte-americano

Por: Equipe Oásis

A habilidade de se conectar com as emoções dos outros, intuindo as suas convicções e antecipando os seus desejos, é conhecida como importante teoria da mente. Alguns pesquisadores da New School for Social Research em Nova York quiseram verificar se a experiência de leitura de situações literárias desenvolvidas em romances com personagens complexos e de personalidade multifacetada efetivamente melhora a nossa capacidade de entrar na pele do próximo.

________________________________________________________________________

herbalife

PERGUNTE-ME COMO TER QUALIDADE DE VIDA

________________________________________________________________________

Os cientistas recrutaram três grupos de voluntários que se dedicaram a três tarefas diversas: o primeiro grupo teve de ler textos narrativos de alta qualidade, todos eles agraciados com o prestigioso prêmio literário norte-americano National Book Award; o segundo teve de ler trechos de bestsellers vendidos online (histórias com personagens bastante “rasos” inseridos em situações de sabor popular e mundano); ao terceiro grupo nada foi dado para ler.

A todos, depois, foi solicitado identificar as emoções escondidas atrás de algumas expressões faciais: um teste de empatia no qual os que tinham lido romances mais “empenhados” obtiveram claramente os melhores resultados.

Os livros são necessários

O estudo dos resultados estimulantes deixou, no entanto, algumas dúvidas em suspenso: quais são, por exemplo, as situações contidas no fio narrativo que fazem – realmente – a diferença? Pode ser, perguntam alguns pesquisadores, que se trate simplesmenteforma para manter a mente ativa do maior esforço cognitivo empregado para enfrentar uma leitura “culta” o fator que incrementa também as capacidades relacionais.

A pesquisa, de qualquer modo, ressalta a importância de se viver no seio de uma comunidade que promova a leitura. Ler, sem dúvida, melhora as capacidades empáticas da pessoa.

Os “ratos de biblioteca” permanecem jovens

Outra importante pesquisa, também norte-americana, soma-se à que foi comentada acima e demonstra que a leitura e a escritura mantêm à distância o espectro da deterioração cognitiva.

Confirma-se pela enésima vez que a natureza não perdoa: no mundo natural, que é o mundo em que vivemos, tudo aquilo que não é usado apodrece ou se deteriora. No plano humano, essa verdade vale para todos os níveis da nossa existência: físico, sexual, emocional, mental, etc.

Se para evitar a deterioração do corpo físico existem as longas caminhadas, as piscinas, a ioga e a ginástica, para manter o cérebro em ação e bem treinado nada é melhor do que a prática diária da leitura e da escritura. O hábito de desafiar o cérebro com atividades estimulantes afasta e retarda o surgimento dos processos de declínio cognitivo. Isto é o que revela um amplo estudo norte-americano publicado na revista Neurology. Esses resultados confirmam aquilo que o senso comum já conhece há muito tempo.

Pensamento e memória

O estudo foi desenvolvido por um grupo de pesquisadores do Rush University Medical Center de Chicago. Esses neurocientistas monitoraram, através de uma bateria de testes, as atividades de pensamento e memória de 294 indivíduos de idade avançada. Os voluntários, que foram seguidos durante cerca de 6 anos, tiveram de responder um questionário a respeito dos seus hábitos de leitura e de escritura durante a juventude, a idade adulta e a velhice.

Depois da morte dos voluntários, acontecida a uma idade média de 89 anos, os cientistas examinaram através de uma autopsia os seus cérebros para identificar sinais fisiológicos de demência, como lesões, placas e aglomerados neurofibrilares (depósitos proteicos que se acumulam sobre as fibras nervosas). Tais anomalias são muito comuns em pessoas de idade avançada e podem causar importantes déficits de memória e de cognição.

Nos pacientes que sofrem de Mal de Alzheimer essas placas, devido a uma proteína chamada betamiloide, se depositam progressivamente sobre os neurônios tornando-os incapazes de transmitir impulsos. Alguns pesquisadores creem que esse mesmo processo pode ser uma das causas prováveis de doenças escleróticas e autoimunes como a esclerose múltipla.

Diferenças impressionantes

Os pacientes acostumados às atividades intelectivas mostraram uma taxa de declínio cognitivo 15% mais lenta em relação a quem cultivou menos os hábitos de ler e escrever.

Em particular, ficou evidente que manter um alto ritmo de leitura até mesmo em idades avançadas reduz o declínio da memória de 32% em relação à norma. Quem, ao contrário, abandona (ou quase abandona) o hábito de ler e escrever com o passar dos anos, corre o risco de uma piora da memória 48% mais rápida do que os que se mantêm ativos e em treinamento. Os dados foram ajustados também com base nas diversas quantidades de placas e aglomerados encontrados durante as autopsias. Em outras palavras, ao lado dos fatores físicos que causam demência senil, calculou-se também o peso da atividade cognitiva na prevenção e deterioração das faculdades cerebrais.

“A pesquisa confirma que tudo aquilo que, instintivamente, os muitos familiares proporcionam a seus doentes de Alzheimer funciona realmente para impedir ou retardar o avanço da doença”, comenta a médica Patrizia Spadin, presidente da Associação Italiana para a Doença de Alzheimer. “Claro – continua Patrizia Spadin – a atividade ‘formal’ de reabilitação cognitiva conduz a resultados mensuráveis e comprovados. Mas também encontrar-se com amigos, dar um passeio, viajar, praticar um esporte, ler um bom livro, fazer palavras cruzadas e comer de modo sadio, além de influenciar positivamente o estado de humor, beneficia as células cerebrais e, portanto, a mente. Para quem se sente impotente em face de uma doença tão devastadora como a demência, é fundamental saber que essas armas existem, funcionam e devem ser usadas na batalha contra a deterioração cognitiva.

RECORD NEWS ESPÍRITO SANTO – Assista, sintonize e participe!

RECORD NEWS ESPÍRITO SANTO

De acordo com a pesquisa divulgada pelo do IBOPE, assim como em 2013 a emissora foi líder entre canais de notícia, contando com audiência de 28 mil lares brasileiros por minuto.24 25 A média de telespectadores da Record News é maior do que a soma dos outros dois canais notícias brasileiros e 30% superior à do segundo colocado. 26

Em 2014, a Record News pretende implantar uma série de novidades. Conforme o próprio grupo informou em uma rede social em dezembro de 2013, a emissora de notícias deixará o seu espaço no estúdio K e migrará para o estúdio F, na própria sede da Rede Record.

Em 1 de fevereiro de 2014, a Record News migrou para o sistema digital (padrão DVB-S2) no satélite Star One C2, afetando os usuários de antena parabólica que ainda não possuem receptores digitais, que passaram a não mais sintonizar o canal. No lugar de sua antiga frequência em analógico, entrou o canal Rede Família, pertencente ao mesmo grupo empresarial, enquanto que a Record News passou a ser sintonizável para quem tem receptor digital compatível com o padrão DVB-S2.

No dia 3 de fevereiro, a Record News inaugurou seus novos cenários, começando pelo Jornal da Record News, com Heródoto Barbeiro. Além disso, também estreou seu novo slogan, que agora é “Record News, a líder em notícias.”

Em 6 de fevereiro, transmitiu, em conjunto com a Rede Record, os Jogos Olímpicos de Inverno de 2014,em Sóchi, Krasnodar, na Rússia dedicando 201 horas da programação às transmissões,maior em relação a emissora-mãe que dedicou 26 horas ao evento que terminou no dia 23 de fevereiro.

Te espero aqui! 

Fique por dentro das principais notícias capixabas. No Sul do Estado você sintoniza Canal 4 – TV Aberta; 4.1 Digital. Via Cabo canal 20. Sky HD ou veja toda a programação online pelo portal www.simnoticias.com.br

recordnews

Mande sugestões de Pautas para nós através do telefone 28 3522 0907

PROGRAMAÇÃO LOCAL

clip_image001 SEGUNDA A SEXTA
06:00 – 07:00 – Negócios da Terra (apenas segunda-feira, reprise)
06:00 – 07:00 – Hora News – Ed. Noite (terça a sexta, reprise)
12:00 – 12:30  – Esporte Record News
12:30 – 13:00  – Segurança Máxima
13:00 – 13:30  – Hora News Edição da Tarde
13:30 – 14:00  – Sala News (reprise)
19:00 – 20:00  – Hora News Edição da Noite
20:00 – 20:30 – Sala News
22:45 – 23:15  – Sala News (reprise)
23:15 – 23:45  – Esporte Record News (reprise)

clip_image002 SÁBADO
08:00 – 09:00  – Hora News Espírito Santo Edição da Noite (reprise)
12:30 – 13:00  – Esporte Record News
13:00 – 13:30  – Hora News Edição da Tarde
13:30 – 14:00  – Sala News (reprise)

clip_image002[1] DOMINGO
08:00 – 08:30  – Negócios da Terra

mentalist

Como funciona a MENTE DO MAL–O Mentalista

Psicopatas têm uma conexão mais “frouxa” entre áreas neurais que processam as emoções, mostra um estudo da Universidade de Chicago. Usando a tecnologia de ressonância magnética funcional (fMRI), a  equipe coordenada pelo psicólogo Jean Decety captou imagens do cérebro de 121 presidiários enquanto olhavam fotografias de pessoas sentindo dor em situações corriqueiras, como prendendo o indicador em uma gaveta ou topando a unha do dedo do pé na parede. Eles foram orientados a imaginar aquilo acontecendo com eles mesmos ou com alguém próximo – uma conhecida técnica de mudança de perspectiva que costuma despertar a empatia, isto é, a capacidade de reconhecer e experimentar os sentimentos alheios.

circuito_cerebral_da_maldade_1__2014-04-11152056
A resposta neural de todos os voluntários foi equivalente quando se imaginaram na situação: foram acionados, normalmente, centros de percepção da dor e das emoções. O resultado, porém, foi diferente quando eles pensaram em outra pessoa. Presidiários que tiveram pontuações mais altas em um teste que avaliava os níveis de psicopatia, aplicado antes do experimento, revelaram menor coordenação entre o funcionamento da amígdala – região crucial no processamento de emoções, principalmente o medo –, e do córtex pré-frontal ventromedial, área com participação importante no autocontrole, na empatia e na moralidade. “Algumas imagens até sugerem que foram ativadas regiões associadas ao prazer”, diz Decety.
Segundo o psicólogo, algumas áreas que se comunicam de maneira menos eficiente na psicopatia “são essenciais para experimentar a sensação de se importar com o outro, característica que parece de todo ausente nos psicopatas”. Decety acredita que em breve estudos com neuroimageamentopoderão ser úteis para avaliar a eficácia do tratamento com terapia cognitivo-comportamental (TCC) para a psicopatia. “O fortalecimento das conexões pode ser indicativo de que as estratégias para estimular a empatia estão dando certo”, diz.

FONTE http://www2.uol.com.br/vivermente/

O PODER DA MENTE EM TRÊS LEITURAS INDISPENSÁVEIS PARA MUDAR SUA VIDA

A leitura é uma ótima maneira de desenvolver o seu cérebro. Além de aumentar o seu vocabulário e capacidade de interpretação, também ajuda no armazenamento de informações importantes.

Leitura é uma das atividades mais importantes e recompensadoras que você pode realizar como ser humano. Nós sempre desejamos ler mais, porém por uma razão ou outra, nunca conseguimos. Eu sempre gostei de ler e como sou muito curioso, mês ou outro estava com livro novo em mãos. Ter um leitor de livros eletrônicos ajudou bastante no começo.

10149848_1406911856244868_930186697_n

Esse ano, porém, comecei a tratar minha educação com a seriedade que ela merece e elevei muito o volume de leitura. Talvez por sorte, me deparei com algumas verdadeiras jóias ao longo do caminho

1. O Poder do Hábito – Por Que Fazemos o Que Fazemos na Vida e Nos Negócios, por Charles Durigg

Capa O poder do habito.indd

Eu me arrependi bastante de não ter levado esse livro a sério a primeira vez que o vi. Eu pensei“que título ruim, deve ser mais um daqueles gurus fazendo afirmações vagas”. Não podia estar mais longe da verdade.

Charles, como um excelente jornalista, fez o dever de casa: escreveu um livro muito bem fundamentado cientificamente, com mais de 60 páginas de referências, tornando acessível os resultados de centenas de estudos no campo da formação de hábitos. Ao mesmo tempo, pesquisou a fundo, cobrindo o livro com boas histórias, tornando a leitura bem fluida. Com esse estilo, ficamos o melhor dos dois mundos: rigor científico e bom storytelling.

Falhar em criar hábitos necessários em nosso dia dia, como estudar quando chega do trabalho, ou ir à academia, se deve em grande parte ao fato de não sabermos como formar hábitos em si.

Em primeiro lugar, a maioria de nós nem sabia que isso era ciência, que existem milhares de estudo na área; pensávamos ser questão de força de vontade. Não, há ações que você pode tomar para maximizar sua chance de navegar a vida com bons hábitos e processar os maus, e esse livro te mostra exatamente como.

Se ficou interessado, o Seiiti Arata fez uma boa aula discutindo o livro. Não vai substituir a leitura, mas vai te dar a ideia geral e te permitir a implantar mudanças já.

2. Escolha Você: Transforme-se Em Uma Máquina De Ideias, Aprenda A Resolver Problemas E Ganhe Dinheiro, por James Altucher

escolhavocê

Você vai ver muitos autores de auto-ajuda na vida. Eles falam e falam, você checa os conselhos para ver se fazem sentido e não passam de afirmações vagas e ambíguas, no estilo do famoso “Segredo”. Esse positivamente não é o tipo de auto-ajuda que você vai ler ao conferir o trabalho do Altucher.

James Altucher é, entre várias coisas, empreendedor, blogger, investidor, conselheiro e referência no mundo das finanças. Já fundou ou cofundou mais de 20 empresas, tendo escrito oito livros no caminho, incluindo best sellers. O que mais chama atenção, porém? Ele era milionário, perdeu tudo e voltou a ser milionário. Perdeu tudo novamente e voltou a se recuperar. O cara é uma máquina e completamente transparente.

Por conhecer os dois lados, a ascensão e a queda, a escrita dele é inestimável. Ele coloca tudo na janela; fala dos problemas que teve com depressão, de quando perdeu a casa, de como salvou a economia mundial em 2008 ou quando negou o convite do presidente do Chile para passar um tanque de guerra sobre cabeça dele. Sério.

Nesse livro, ele conseguiu um bom balanço entre experiência pessoal e escrita fluida. Ele fala como a economia mudou depois da Crise Mundial e como esta serviu para cobrir um fato óbvio: as empresas não precisam mais de tanta gente para funcionar. As demissões? A crise foi só uma desculpa. A expansão tecnológica e a facilidade de outsource de serviços faz a empresa requerer cada vez menos trabalhadores fixos; o mercado em expansão é a de empresas terceirizadas (você já notou, aposto).

3. As Armas da Persuasão – Como Influenciar e Não Se Deixar Influenciar, por Robert Cialdini

armas da persuasão

Esse daqui não é estreia, nem mesmo recente. É uma das maiores (se não a maior) referências em marketing no mundo. Então você pergunta: se é um livro técnico, por que é importante para qualquer pessoa, mesmo fora da área do marketing, lê-lo?

Primeiro, o marketing evoluiu seriamente no século passado. Cada pequena nova técnica aplicada é sempre baseada em vários estudos científicos, principalmente em psicologia, mas também em economia comportamental e sociologia. Os especialistas da área fazem uso do funcionamento da mente humana para descobrir a melhor forma de te fazer comprar.

Parece assustador ler isso? Bem vindo à realidade. No entanto, conhecer o que te leva a comprar (às vezes por impulso) e enxergar técnicas de marketing em ação sobre você ajuda a se tornar um consumidor mais consciente. Como o livro também dá dicas para perceber e contornar esses mecanismos universais, você poderá diminuir a influência e julgar melhor suas necessidades reais na hora da compra.